GT encaminha para Petros proposta alternativa ao atual PED PETROS ATO

GT encaminha para Petros proposta alternativa ao atual PED

Agora, a proposta alternativa ao atual PED, construída no Fórum Unitário (AEPET, AEXAP, AMBEP,FNP, FUP, FNTTAA, FENASPE, GDPAPE) segue para avaliação e tramitação no âmbito da Petros. A proposta visa à manutenção do PPSP (repactuados e não repactuados), como plano de benefício definido (BD), garantindo os atuais direitos deste modelo e enfrentando a mesma magnitude de déficits com um rol de medidas alternativas, em desfavor do atual PED “assassino”.

Para quem foi descontado, a proposta prevê o devido abatimento das contribuições extra através de valores compensados nas futuras contribuições normais.

Todas as explicações, tanto em relação ao Petros 3, que foi apresentado pelos representantes da Petrobrás no GT, quanto em relação à proposta alternativa, das Federações, sindicatos e associações, serão aprofundadas posteriormente.

Uma vez que a criação do Petros 3, um Plano CD puro, com as patrocinadoras se desincumbindo de suas responsabilidades com os assistidos, foi  aprovada pelo Conselho Deliberativo da Petros; espera-se que ocorra a aprovação dos PPSPs (BDs), com as patrocinadoras mantendo suas responsabilidades para com os assistidos, seguindo a tramitação legal até ser oferecido aos participantes e assistidos para decisão de adesão. Isso deve demorar alguns meses e possivelmente não acontecerá antes do final do primeiro semestre de 2019.

Somente depois de serem cumpridos todos os formalismos administrativos e legais obrigatórios, tanto o Petros 3, como os PPSPs, serão colocados com simuladores para serem analisados com total transparência por todos os participantes e assistidos. Como toda essa tramitação não deve acontecer logo, será preciso ter atenção aos canais de comunicação dos sindicatos.

A depender do andamento do processo do Petros 3 e da proposta alternativa (PPSPs R e NR “Ajustados”), o GT vai prestar informações atualizadas e orientações, inclusive da assessoria jurídica, para fevereiro ou março.

Assim, devemos manter nossa mobilização em defesa do Plano Petros e ampliar nossa unidade para as demais lutas da categoria e da classe trabalhadora.

Saiba mais em Blog dos Conselheiros da Petros link https://bit.ly/2RCZ5sp

Versão do impresso Boletim CIII

Comente com o facebook
Compartilhe:


Aumentar a fonte
Alto Contraste